NOTÍCIAS

Quais as diferenças entre diu de cobre e o diu mirena?


 A especialista em ginecologia, Dra. Carolina Machado Melendez, explica que as principais diferenças são:
 
- Tempo de uso: o DIU de cobre permanece de 7 a 10 anos, já o hormonal (Mirena), no máximo 5 anos.
 
- O DIU de cobre não tem nenhuma interferência na fisiologia da mulher, já o Mirena, mesmo com ação local, pode causar efeitos colaterais, como manchas, oleosidade da pele e dores de cabeça.
 
- Atuação dos contraceptivos: No DIU de cobre, o fio que fica para fora do colo uterino faz com que o muco cervical fique inadequado para a entrada do espermatozóide dentro do útero (além de proteger em 40% a chance de câncer de colo uterino causado por HPV), além disto, o cobre contido no DIU causa a paralização dos espermatozóides que consigam passar pelo colo uterino. Já o Mirena bloqueia a entrada do espermatozóide pelo muco cervical, também pela atrofia vaginal, e em menos de 20% das mulheres com bloqueio da ovulação.
 
- Indicação da especialista: O DIU de cobre é ideal para mulheres que menstruam regularmente ou para àquelas que têm ovários policísticos. Também é indicado para quem não quer fazer uso de nenhum tipo de hormonio sintético, seja por recomendação médica ou por opção. O DIU hormonal (Mirena) é recomendado para mulheres que tem um padrão de sangramento muito volumoso, para quem está perto da menopausa ou tem alguma disfunção hormonal.
 
- Índices de falha ao longo de um ano: DIU de cobre, 8 a cada 1000 pacientes engravidam. Já o Mirena, 2 a cada 1000 pacientes. É importante comparar com o número do anticoncepcional oral: em um ano, 9 a cada 100 pacientes engravidam. 
 
- Tanto o DIU de cobre quanto o Mirena não tem contraindicações para pacientes hipertensas.





Listar todas