NOTÍCIAS

HPV - Como países desenvolvidos tem controlado melhor a doença?


Dados recentes em países pioneiros nos programas de rastreamento e prevenção das infecções por HPV mostram como a vacinação ideal pode contribuir progressivamente com a erradicação de patologias relacionadas. Segundo a nossa especialista, Dra. Adriana Schmidt, a Austrália foi um dos primeiros países com programa rastreamento de câncer cervical desde 91 e de vacinação desde 2007. Com estas medidas, foi verificada uma redução de pelo menos 50% no número de mulheres com câncer de colo uterino até 2010. O país planeja considerar o câncer de colo uterino erradicado até 2028. Enquanto isso, no Brasil, as campanhas se iniciaram há apenas 5 anos e a cobertura vacinal nunca passou de 50%, mostrando que ainda temos muito a melhorar. A meta seria atingir 80% de cobertura vacinal, contribuindo para uma imunidade dita como coletiva. A inclusão da vacinação masculina é fundamental neste processo, reduzindo os casos de câncer de colo uterino e vulva. A especialista ainda orienta que a vacinação é segura, eficaz e sem efeitos adversos graves, justificando todo o interesse em conscientizar a população da importância desta atitude para a saúde geral.?

Dados recentes em países pioneiros nos programas de rastreamento e prevenção das infecções por HPV mostram como a vacinação ideal pode contribuir progressivamente com a erradicação de patologias relacionadas. Segundo a nossa especialista, Dra. Adriana Schmidt, a Austrália foi um dos primeiros países com programa rastreamento de câncer cervical desde 91 e de vacinação desde 2007. Com estas medidas, foi verificada uma redução de pelo menos 50% no número de mulheres com câncer de colo uterino até 2010. O país planeja considerar o câncer de colo uterino erradicado até 2028. Enquanto isso, no Brasil, as campanhas se iniciaram há apenas 5 anos e a cobertura vacinal nunca passou de 50%, mostrando que ainda temos muito a melhorar. A meta seria atingir 80% de cobertura vacinal, contribuindo para uma imunidade dita como coletiva. A inclusão da vacinação masculina é fundamental neste processo, reduzindo os casos de câncer de colo uterino e vulva. A especialista ainda orienta que a vacinação é segura, eficaz e sem efeitos adversos graves, justificando todo o interesse em conscientizar a população da importância desta atitude para a saúde geral.?





Listar todas